Páginas

terça-feira, 29 de abril de 2014

Aniversário de dois anos do Delirium Scribens

[Como é impossível achar imagem que represente aniversário e não seja afrescalhada, vai sem imagem.]

Foi em 29/4 de 2012 que eu dei uma olhada num documento em word que eu mantinha, todo desorganizado como um caderno em papel sem separação, um texto depois do outro, opiniões curtas e longas, poesias e contos muito ruins (acho que fui melhorando com o tempo), crônicas mal-formadas; olhei pra tudo aquilo, que tinha começado por causa de uma moça - como sempre - e meio que saiu de controle, passando de terapia para vício, tinha que transformar aquilo em alguma coisa. Blog é de graça e não é como se alguém fosse ler, eu concluí, e nasceu esta porra. Mudou de nome, de Delirando e Escrevendo foi pra Delirium Scribens, porque latim é mais bonito e me lembra da cerveja belga Delirium Tremens, que "coincidentemente" é o nome dos tremores que alcoólatras em abstinência costumam sentir - tudo combina. Eu juro que achei que isso ia perder a graça uma hora ou outra, e perdeu várias vezes a ponto de eu manter um "último post" sempre guardado no rascunho, mas a graça volta sei lá eu por quê. Acho que gosto de falar com alguns leitores de vez em quando, é bom ouvir gente que não te conhece e trocar umas ideias, conheci muita gente bacana e talentosa desde que comecei, então isso valeu a pena. Mas que merda de sentimentalismo barato é esse?, eu nem bebi nada ainda. Já aviso, não se enganem, não farei promoção de aniversário. Disse isso no ano passado,  mas nunca me canso de repetir, cada vez com mais orgulho, essa porra não é casa de caridade, caralho! Mas o que farei eu para comemorar essa data? Ora, de uma coisa eu sempre me orgulhei, quem visita esse blog o faz por causa do conteúdo. Sei disso, porque não tem nada além disso aqui, nem mesmo a minha cara simpática. Esse é o blog mais antipático da internet, mas mesmo assim tem gente que me visita, uns a mais outros a menos tempo. Acho que é - espero que seja - porque gostam do que eu escrevo. Então farei um top 10 dos meus posts favoritos. Ideia egocêntrica? Pode apostar. Esse blog é mesmo egocêntrico pra cacete, caso não tenha percebido, e dono não é muito diferente. Por isso eu agradeço às visitas, comentários, mensagens de apoio moral, conversas e até trocas de e-mail, e peço pra que deem uma olhada nos posts que eu escolhi, caso não conheçam. Se você entrou aqui pela primeira vez, então aí que é seu dia de sorte mesmo, conheça o blog por essa lista e você a de amar ou odiar esse lugar, mas pelo menos seu ódio ou amor será bem embasado.

9 - Holy Motors - Leos Carax [2012] (Resenha) - escolhido mais pelo filme que pela resenha.
5 - O Sol Também Se Levanta - Ernest Hemingway [1926] (Resenha) - provavelmente o meu livro favorito.
4 - A Missa (Conto) - feito em homenagem ao meu avô, que morreu há 19 anos.
2 - 7 coisas que eu gosto (Tag) - um bom resumo dos objetivos desse blog.
1 - Confissão no quarto 219 (Conto) [Parte 1; Parte 2; Parte 3; Parte 4]- porque eu gosto muito desse conto, é bem pessoal. E tem quatro partes, então eu trapaceio e fecho com quatro posts em um.

Tá bom, é meio injusto eu comemorar 2 anos e não dar nada pra vocês que me acompanharam por parte desse tempo (tenho certeza que ninguém acompanhou o tempo todo). Mas promoção é injusto, aqui o esquema é poligamia islâmica, todo mundo ganha tudo ou ninguém ganha porra nenhuma. Nos links abaixo vocês vão encontrar uma versão em pdf de uma coletânea de poemas que eu preparei, tentei mandar pra editoras, mas até agora não tive sucesso, então elas que se fodam. Uns poemas vocês encontram no blog, outros não, mas a maioria foi modificado de alguma maneira.

Musas Insuspeitas - Raphael Dias

Não é só isso, eu não sou tão egocêntrico assim pra considerar um pdf de poemas meus um presente digno, por isso fiz o upload de um disco de uma banda que eu acabei de conhecer e vou ceder aqui, criminosamente. A banda é The Shaolin Afronauts, o nome do disco é Flight of the Ancients, de 2011. Fazia tempo que eu não ouvia música instrumental contemporânea tão original, uma mistura de tudo, jazz, funk, soul, música latina e africana, excelente mesmo. Não vou falar mais nada porque, a essa altura, vocês já deviam entender o valor do meu selo de qualidade, principalmente em se tratando de música. Aproveitem enquanto ninguém me processa.

The Shaolin Afronauts - Flight of the Ancients (2011)

Quanta generosidade pra um post só, puta que o pariu.
É isso, agora ninguém pode dizer que eu nunca dei nada pros meus leitores. Foi bom ter vocês por aqui nessa fração de dois anos na qual vocês estiveram por aqui, espero que fiquem e espero que mais gente apareça até o aniversário de 3 anos, para o qual eu não faço ideia do que vou preparar.

4 comentários:

  1. Ah, Raphael. Parabéns!!!
    Vou bancar a clichê e dizer que o maior presente que você poderia me dar é a existência desse blog. Sou muito grata por ele existir.

    Agradeço a seleção dos links, um presente e tanto! Estou com um monte abas abertas aqui. Gosto muito de ler o que você escreve.
    Também estou escutando as músicas, é sempre bom conhecer coisa nova.

    Vamos ver o que você vai nos dar de presente no ano que vem, rs
    Feliz aniversário ao blog.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, eu que sou grato pelas suas visitas.
      Por enquanto, o objetivo é fazer que o blog dure até ano que vem (eu sempre falo isso e sempre dura).

      Excluir
  2. Meus parabéns, Rapha!!
    Não acompanhei o blog durante os dois anos, mas já acompanho há um, acompanhando de verdade, então posso falar com propriedade que este é um dos blogs que eu mais gosto por aqui. Gosto muito do teu estilo mal-humorado de escrever, e você foi uma das pessoas mais bacanas que conheci através de tudo isso que a gente geralmente chama de blogs literários.

    Até o próximo aniversário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, o mesmo vale pra você de todos os elogios que você lançou. Você eu sei que já é veterana por aqui. Sua aprovação vale bastante.

      Excluir

caixa do afeto e da hostilidade