Páginas

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

mais outro poema aqui

34

A questão do ser humano,
quando tudo é considerado,
é que somos todos Xerazade.
Inventamos nossas histórias,
quaisquer que façam da noite suportável,
e assim sobrevivemos mais um dia.
Nos salvamos, seja de um rei -
"Antigamente, viviam na Pérsia dois irmãos..."
ou de nós mesmos -
"Amanhã, talvez, será um dia melhor..."
Uma invenção por vez
antes de irmos pra cama.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado. Estou tentando deixar de lado a insegurança com as poesias, nem que seja só um pouco, muita segurança é perigoso.

      Excluir

caixa do afeto e da hostilidade